Sexta-feira, 5 de Maio de 2006

A luz na escuridão...

Ao som do silêncio, o seu corpo repousava sobre o sofá e a almofada afagava os seus cabelos depois de mais um dia intenso e monótono...

Perdida nos seus pensamentos sobre o amor e a felicidade, foi despertada pelo som estridente do deu telemóvel ...Recebera uma mensagem daquele que a fazia sonhar sem fechar os olhos...

Era uma mensagem doce como todas as outras mas trazia consigo uma dose de mistério e surpresa...Dizia apenas: "Procura a luz e encontrarás o nosso amor."

Vestiu o casaco que ainda jazia na mesma cadeira onde fora deixado e saiu de casa pensando na mensagem e onde seria aquela misteriosa luz.

Olhou em redor da cidade, e depois de um longo e profundo suspiro pensou: a cidade tem muita luz, mas onde será a luz do amor? Dizendo isto seguiu pelas ruas da já deserta cidade, quando como por magia se lembrou qual era a luz da qual o seu amor lhe falou.

Procurou um táxi livre e em menos de dez minutos, lá estava debaixo daquela luz que com um céu limpo se tornava ainda mais brilhante.

Afinal a luz que procurava, era o farol onde um dia tinha conhecido a sua alma gémea...enquanto o procurava pensava o quão distraída tinha sido por não ter logo chegado àquela conclusão tão óbvia...

Procurou em todo o lado em redor do imponente farol vestígio do seu amado, chamou-o mas apenas recebeu silêncio em troca.

Comecou a pensar que estaria enganada e afinal a luz que ele se tinha referido seria outra coisa...Quando estava prestes a desistir viu a pequena porta do farol a abrir-se...

Aquela ténue luz que saía da pequena porta parecia estar a convidá-la a mergulhar nela...E ela entrou com um misto de medo e expectativa, começou a subir os degraus íngremes daquele velho farol e quando finalmente chegou ao topo.. encontrou-o

E ele com um sorriso nos lábios e com um ramo de orquídeas "Pensei que não vinhas", disse-lhe ele dando-lhe um doce beijo na testa. Retribuiu-lhe com um longo beijo nos lábios...

O que se passou a seguir ficou guardado naquelas paredes e na memoria daqueles que se amaram sobre a luz do amor.

publicado por Sónia de Oliveira às 14:14
link do post | comenta | favorito
|
2 comentários:
De Bruno a 5 de Maio de 2006 às 16:26
Lá está ela novamente com estas lindas historia de amor...por acaso não sabes q as historias de amor tambe tem finais tristes????
Ve se começas a contar histotias com finais mais fieis à realidade...
Tou a brincar...nao fiques noervosa..
Beijocas
De Daniel Sousa a 8 de Maio de 2006 às 14:17
Mais uma vez parabéns pelo seu post...sempre que leio alguma coisa sua, acredito que o amor é possivel e que está ao alcançe de qualquer pessoa.
Obrigado por me fazer sonhar.

deixa o teu comentário

.quem sou?

.pesquisa neste blog...

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.o que escrevi recentemente...

. Para o sr. Anónimo

. Voltei a escrever

. É pecado?

. O que é o tempo?

. Poesia e filosofia

. Tu me ensinaste

. Sonho que sonhei

. O que é o amor?

. Amo-te

. Espero por ti...

.o baú das recordações...

. Maio 2009

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.o que mais gostei de escrever...

. Deito fora as imagens...

. Dor...

. Palavras

. O amor que procuro

. Sem meus sonhos

. Amar

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds