Quarta-feira, 3 de Maio de 2006

Conversas de duas almas...

O relógio anda de forma lenta e lânguida ao sabor das nossas intermináveis conversas...

Aquelas longas conversas pautadas pela sinceridade de opiniões, pensamentos e sentimentos tornaram-se parte importante da monotonia do meu dia...

A cumplicidade e sintonia latente nas nossas conversas assume tal intensidade, que chegamos a ter pensamentos cruzados sobre a mesma ideia...

Todas as minhas opiniões encontram naquele ser um aliado e quando não pensa exactamente da mesma forma acabamos por encontrar pontos de fusão entre os nossos pensamentos...

Esta constante convergência de pensamentos e ideias deixa antever um futuro auspicioso nesta relação feita de palavras...

Temos muita coisa em comum e vemos e vida pelo mesmo prisma e é isso que me faz ter conversas com alguém a quem conheço apenas parte da alma.

publicado por Sónia de Oliveira às 11:20
link do post | comenta | favorito
|
5 comentários:
De Rita Sampaio a 5 de Maio de 2006 às 15:00
Agora andas a esconder coisas a esta tua amiga...eu quero saber quem é essa alma boa que tem paciência para te aturar...tenho que lhe dar um presente...lol
beijos
De Rita Sampaio a 5 de Maio de 2006 às 15:00
Agora andas a esconder coisas a esta tua amiga...eu quero saber quem é essa alma boa que tem paciência para te aturar...tenho que lhe dar um presente...lol
beijos
De Bruno a 5 de Maio de 2006 às 16:30
Estou como diz a Ritinha...também quero saber q história é essa da alma e do encontro...não tou a achar graça nenhuma a isso...Entao deve ser por isso q andas sempre agarrada ao telemovel?!?!?Quando te encontrar quero saber essa historia...
beijocas
De Mario Silva a 8 de Maio de 2006 às 13:38
Mais uma vez comprovou-se o que que tinhas falado sobre as consequências de postar este blog...lol...Isto de andarmos sempre a conversar pelo telemovel onde quer que vamos leva a muita curiosidade por parte dos nossos amigos...lol

Sempre quis postar um comentário no teu blog...achei boa altura para o fazer...Bjs
De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2009 às 12:48
Não me esqueci de ti...

Jamais me consegui identificar-me...
A minha alma ficou presa no tempo, nas correntes das águas escuras e gélidas...
Perdi a esperança, e a felicidade nunca mais a voltei a encontrar apesar de inúmeras as vezes que tentei amar e ser feliz mais uma vez...
Não quero perdão, não te peço nada pois sei que não o mereço...
Sinto-me vazio e sem alma...alma que já conseguiu sorrir e amar e no entanto vê-se amargurada pelo que a vida lhe reservou...
No entanto, sente a necessidade de se libertar, por mais infrutifero que seja...
Sabes uma coisa?...nunca mais me esqueci de ti....

deixa o teu comentário

.quem sou?

.pesquisa neste blog...

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.o que escrevi recentemente...

. Para o sr. Anónimo

. Voltei a escrever

. É pecado?

. O que é o tempo?

. Poesia e filosofia

. Tu me ensinaste

. Sonho que sonhei

. O que é o amor?

. Amo-te

. Espero por ti...

.o baú das recordações...

. Maio 2009

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.o que mais gostei de escrever...

. Deito fora as imagens...

. Dor...

. Palavras

. O amor que procuro

. Sem meus sonhos

. Amar

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds