Quarta-feira, 7 de Março de 2007

Na noite em que o meu anjo partiu

Foi naquele dia de luar...

Foi com o barulho das ondas e a brisa a bater no rosto.....

Estava sentada virada para o mar.....tu chegas-te e sentas-te ao meu lado....

Estava tudo perfeito....tudo....o mar..eu...tu....a nossa cumplicidade......

Aproximei a minha boca da tua....dei um simples sorriso e encostei os meus lábios, muito suavemente, aos teus......

tu olhas-te nos meus olhos e copias-te o meu feito...mas desta vez mais intensamente.....mais apaixonado.....

E ali continuamos.....apenas suava o barulho das ondas a desfazer-se nas rochas...e apenas se via a luz do café que ali havia......estava-mos tão bem....tão apaixonados......

Abraçaste-me e a primeira palavra suou....Amo-te....!

Eu logo reagi com um beijo e a resposta.....Eu também....!

Estava tudo perfeito mesmo.........mas de repente......um barulho suou e tu separaste teu corpo do meu.......tu ias cada vez mais....ias indo para cada vez mais longe de mim......e eu tentava alcançar-te...mas era em vão...não conseguia.....l

E no meio do nevoeiro....desapareces-te...e eu ali fiquei....sozinha naquela imensa praia, via o meu anjo partir...partir para um sítio onde eu nunca poderia chegar...

E mesmo não podendo olhar nos teus olhos, beijar os teus lábios...sentia-te...sinto-te dentro do meu coração...ocupas o mesmo lugar...o lugar que é eternamente teu.

 

tags:
publicado por Sónia de Oliveira às 14:42
link do post | comenta | favorito
|
3 comentários:
De Pedro Cardoso a 7 de Março de 2007 às 15:02
Gosto muito daquilo que escreves...conhecemo-nos desde miudos e nunca deixas de me surpreender com aprofundidade das tuas palavras.
beijo
De eduarda cardoso a 7 de Março de 2007 às 15:50
Palavras para quê?
A maneira como falas em sentimentos dá um toque original aos teus textos.
De Daniel Sousa a 14 de Março de 2007 às 14:42
Gostei mt desse poema...e cada vez que cá venho dou graças por um dia ter cá entrado por acaso.
Ao longo de quase um ano de existência já passou por varias fases que começaram na prosa e encontram o seu auge na poesia.
Tem evoluído bastante enquanto escritora de sentimentos.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Gostei mt desse poema...e cada vez que cá venho dou graças por um dia ter cá entrado por acaso. <BR>Ao longo de quase um ano de existência já passou por varias fases que começaram na prosa e encontram o seu auge na poesia. <BR>Tem evoluído bastante enquanto escritora de sentimentos. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Parabens</A>

deixa o teu comentário

.quem sou?

.pesquisa neste blog...

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.o que escrevi recentemente...

. Para o sr. Anónimo

. Voltei a escrever

. É pecado?

. O que é o tempo?

. Poesia e filosofia

. Tu me ensinaste

. Sonho que sonhei

. O que é o amor?

. Amo-te

. Espero por ti...

.o baú das recordações...

. Maio 2009

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.o que mais gostei de escrever...

. Deito fora as imagens...

. Dor...

. Palavras

. O amor que procuro

. Sem meus sonhos

. Amar

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds