Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2006

Sem meus sonhos

Sem meus sonhos
As luzes do mundo
Sinto-me distante
De qualquer coisa.

Alucinação
Desejo
Vontade
Medo
Reação

Tudo por qualquer motivo
Ou não.
Reação pela vida.
Alucinação pela morte.
Vejo-me aqui perdida.
Sem nem um pouco de sorte.

O medo do mundo e a revolta
Sem expressar bem ao fundo
De tudo o que esta a minha volta

O Desejo me invade a mente
Um veneno que com um beijo
Torna-se quente.

Em meias palavras
Em mim me entrego
Aos desejos e loucuras
Ao meu coração não renego.

publicado por Sónia de Oliveira às 10:12
link do post | comenta | favorito
|
1 comentário:
De Daniel Sousa a 18 de Dezembro de 2006 às 11:11
Parabens...
Tem realmente um enorme talento para a poesia.
Nota-se que escreve com a alma.

deixa o teu comentário

.quem sou?

.pesquisa neste blog...

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.o que escrevi recentemente...

. Para o sr. Anónimo

. Voltei a escrever

. É pecado?

. O que é o tempo?

. Poesia e filosofia

. Tu me ensinaste

. Sonho que sonhei

. O que é o amor?

. Amo-te

. Espero por ti...

.o baú das recordações...

. Maio 2009

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.o que mais gostei de escrever...

. Deito fora as imagens...

. Dor...

. Palavras

. O amor que procuro

. Sem meus sonhos

. Amar

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds